Quarta-feira, 11 de Agosto de 2010

Kate Nash

É difícil dissociar o nome e o som de Kate Nash de um movimento recente da música britânica, que, abordado dum ponto de vista genérico, deu música a gente como Amy Winehouse, the Streets, Adele ou Lily Allen.

Esta última é particularmente relevante, visto a amizade que a liga a Nash e também as similaridades do percurso musical das duas. Como Allen, Kate Nash emergiu na indústria musical a partir do MySpace, rede social que tem feito pela carreira de muito bom músico.

Kate Nash começou por ganhar fama com dois singles, “Caroline’s a Victim” e “Foundations”, que preparam o caminho para o seu primeiro álbum “Made of Bricks”. Este caracterizou-se pelo pop contemporâneo, com canções sobre as realidades subtis da vida. O seu sucessor “My Best Friend Is You” (produzido por Bernard Butler, o mesmo senhor que produziu “Rockferry” de Duffy), mostrou uma Nash mais madura, com influências desde a Motown ao New Wave.

 Kate Nash é uma das caras desse novo pop britânico que não podia sair de mais lado nenhum senão desta nova geração de eruditos de rua, um pop que não se preocupa com cânones, sampla as influências que lhe apetece, aparece cheio de esperteza lírica e coloquialidade musical, aplicando não raras vezes o calão urbano. Mas Kate Nash não é só uma cara. Tem a astúcia lacónica e a irreverência Sonora para se percebes que Kate Nash soa a Kate Nash, não soa a mais uma do grupinho. E é ao soar a ela própria que Nash deixa perceber que tem ainda muito pela sua frente.   

feito por Hanzel des todes às 18:17
link do post | queres deixar um presente? :) | favorito

.Cusquisses ;)

. Catch .44

. Drama

. Drama

. ...

. Colombiana

. Filmes

. Lady Gaga prepara novo ví...

. Como é que usa a mochila?

. Filipa Carvalho ♥

blogs SAPO